"> Biografia – João Rodrigues - Deputado Federal
         
   

Biografia

HISTÓRICO DE JOÃO RODRIGUES

João Rodrigues nasceu em São Valentim (RS) em 23 de março de 1967. Filho de Eleldebrando Rodrigues e Maria Coneição Marcondes Rodrigues. É casado com Fabiana Paula Matte Rodrigues com a qual tiveram duas filhas Caroline Matte Rodrigues e Maria Paula Matte Rodrigues. O deputado João Rodrigues passou a infância junto a família e em 1982, com apenas 14 anos de idade, saiu da cidade de Nonoai (RS), para buscar o seu futuro na cidade de Fortaleza (CE), aonde ingressou Corpo de Agregados da Marinha do Brasil, por um ano. Prestou concurso para o Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil, no qual foi aprovado e ingressou na cidade de Natal (RN).
Em 1983, transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde passou a residir no Jardim Primavera, no Gramacho, em Duque de Caxias (RJ). Desde então, atuando como fuzileiro naval da Marinha do Brasil permaneceu por quatro anos, relacionando-se com a comunidade, prestando serviços as Forças Armadas do Brasil.Iniciou a atividade radiofônica em 1986, fazendo curso de locutor de rádio no Centro Brasileiro de Áudio e Vídeo – CENBRAVIDEO, aonde conheceu Carlos Rabino, diretor de esportes da Rádio Bandeirantes AM. Logo após, iniciou sua carreira como radialista, transmitindo jogos de futebol e apresentando programa policial.

No mês de Janeiro de 1988, João Rodrigues transferiu-se para a cidade de Nonoai. No mês seguinte, foi contratado pela Rádio Centro-Oeste, no município de Pinhalzinho (SC). Nesse mesmo ano, conheceu sua esposa. No ano de 1996, candidatou-se vice-prefeito de Pinhalzinho. Em dezembro do mesmo ano, casou com Fabiana Paula Matte Rodrigues.

Em Janeiro de 1997, assumiu como vice-prefeito de Pinhalzinho. No mesmo ano, nasceu sua filha Caroline Matte Rodrigues. No mesmo mês, foi contratado pelo Sistema Brasileiro de Televisão – SBT, na cidade de Chapecó.

Todos os dias, trabalhava como radialista na Rádio Centro-Oeste pela manhã, trabalhando como apresentador do programa “SBT-Comunidade”, ao meio dia, e dando expediente na Prefeitura de Pinhalzinho à tarde.

Neste viés, iniciou a trajetória como apresentador de televisão, onde obteve o merecido destaque como personalidade Chapecoense e Oestina com o programa de televisão “SBT-Comunidade”, ao meio-dia, principalmente na abordagem de temas de interesse comunitários e na resolução de problemas sociais, recebendo da comunidade a carinhosa denominação de JOÃO VERDADE, pela forma objetiva, franca e humana com que sempre tratou a população, especialmente a mais carente e excluída socialmente. Também destacou-se como radialista no município de Pinhalzinho, em programas comunitários com grande audiência na região de abrangência.

Em 2001, aceitou sua indicação para concorrer ao cargo de prefeito, após consultar os núcleos comunitários do município, elegendo-se com expressiva votação.

Prefeito de Pinhalzinho, em 2001 a 2002, deixou a marca de empreendedor, propiciando ao município, grande desenvolvimento econômico e social com geração de renda e melhoria da qualidade de vida.
Este trabalho obteve o reconhecimento da população na região Oeste e a atenção das lideranças políticas estaduais, como o político com o maior potencial regional. Recebeu o prêmio Mario Covas, como destaque nacional na categoria Prefeito empreendedor, instituído pelo Sebrae Nacional.

Nesta trajetória dinâmica, atendendo aos apelos da direção partidária estadual e de lideranças regionais, em 2002, renunciou ao mandato de prefeito para concorrer a Assembleia Legislativa.

Deputado estadual eleito em 2002 recebeu votos em 176 municípios de Santa Catarina, sendo o terceiro deputado mais votado, com 48.549 votos.

Destacou-se pela sua atuação em defesa do Oeste do Estado e de sua população, sendo intransigente na defesa da descentralização da Udesc, tendo como resultado a implantação de três campus na região.

Correspondeu plenamente à confiança popular durante o seu mandato de deputado estadual, no período de 2002 a 2004, como um dos políticos mas assíduos nas sessões na Assembleia Legislativa, trabalhador e defensor das causas do Oeste.

Movido pelo grande senso de humildade e humanismo e de sensibilidade social, abriu com recursos próprios dois locais, denominados de Casa do Oeste, um em Florianópolis e outro em Chapecó, para abrigar pessoas carentes e necessitadas de apoio. Em Florianópolis, de 2002 a 2004, foram atendidas 4.700 pessoas que, além do carinho recebido, tinham o agendamento de consultas, estadia, alimentação e transporte gratuito. Em Chapecó, a Casa do Oeste recebeu mais de 650 pessoas no período de um ano e dois meses.

Em 2004, sem cumprir com o mandato integral de deputado estadual, João Rodrigues, novamente atendendo os apelos de lideranças políticas de vários partidos e de muitas lideranças comunitárias, assume a candidatura de prefeito da maior cidade do Oeste de Santa Catarina, vencendo as eleições com 37mil e 949 votos, perfazendo 42,24% dos eleitores.

Foi reeleito em 2008, com 59.386 votos (59% dos votos válidos). Em 2011 iniciou o seu sexto mandato eletivo após uma votação recorde para deputado federal. Rodrigues foi o quarto deputado mais votado em Santa Catarina, com 134.558 votos. Ainda em 2011, João Rodrigues aceitou convite do governador Raimundo Colombo e assumiu como secretário de Estado da Agricultura e da Pesca. Em sua gestão, João Rodrigues buscou manter o destaque de Santa Catarina no setor agropecuário e pesqueiro.

Em 2014, foi o segundo deputado federal mais votado em Santa Catarina com 221.409 e o segundo mais votado do PSD no Brasil.